quarta-feira, 26 de julho de 2017

19º MEGA BREGA - MACAU RN E 05-06-17




CHEGA PRA CÁ FRANGOS ASSADOS - AGORA EM FRENTE AO GINÁSIO DE ESPORTES-MACAU DE SEXTA A DOMINGO.
MELHOR FRANGO DA CIDADE                     

 APRESENTADOR LOCUTOR LEÃO - LOCUTOR ***** 

DE 2ª Á 6ª FEIRA DAS 14 ÁS 17 H .
 COM O LOCUTOR DAS MULTIDÕES ¨LEÃO¨.


NOVA ESTRUTURA PARA MELHOR SERVIR, FUNCIONANDO DE 2ª Á SÁBADO.


CHEGA PRA CÁ FRANGO


Polícia investiga possível atuação de grupo de extermínio no Oeste do RN


IMG_8227
A Polícia Civil investiga a atuação de um possível grupo de extermínio na região Oeste potiguar. A informação foi confirmada pelo delegado Paulo Nilo, que compõe uma comissão formada para apurar três assassinatos ocorridos nas cidades de Lucrécia e Frutuoso Gomes. Segundo Nilo, os crimes podem ter relação com a atividade do grupo.
As vítimas dos três casos são o comerciante Laildo Neco Morais; o irmão do vice-prefeito de Frutuoso Gomes, Gerrard Muller Carlos Tomaz, conhecido por Mila; e Francisco Duarte Filho, o Chico Duarte, que era ex-vereador e chefe do gabinete da Prefeitura de Lucrécia.
Ainda de acordo com o delegado Paulo Nilo, apesar de terem acontecido em diferentes ocasiões, os três crimes tiveram modus operandi semelhante e todos têm característica de execução. A portaria que criou a comissão para apurar os assassinatos foi publicada nesta terça-feira (25), no Diário Oficial do Estado. Além de Nilo, os delegados Rafael Arraes e Sandro Reges fazem parte da força-tarefa para desvendar os crimes.

Exonerados servidores da Prefeitura de Natal presos na operação Cidade Luz


A edição de hoje do Diário Oficial do Município publicou a exoneração dos servidores da Prefeitura de Natal que foram presos na operação Cidade Luz, deflagrada pntem pelo Ministério Público.
Titular da Semsur, a pasta investigada, nos 5 primeiros meses da nova gestão do prefeito Carlos Eduardo Alves, Jerônimo Melo estava lotado no Gabinete do prefeito.
Jerônimo já foi substituído como mostra o Diário Oficial.
Também foi exonerada a chefe da unidade de Finanças da Semsur e dois gerentes de setores da Urbana.
Os três ainda não haviam sido substituídos.

Rhavena: Mãe faz apelo para conseguir recursos e salvar vida da filha internada em hospital de Parnamirim


Internada no Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim, desde que teve que se submeter a um procedimento onde perdeu o estômago, além do bebê que estava esperando e já próximo de nascer, Rhavena teria, como afirma sua família, a possibilidade de continuar vivendo se conseguisse fazer um transplante do órgão.

Porém, o transplante só pode ser feito fora do Brasil.
Nos Estados Unidos, por exemplo.
Mas a família não dispõe de recursos para bancar o tratamento muito caro e está disposta a fazer uma campanha para viabilizar o tratamento que poderia salvar a mãe, vez que o bebê não conseguiu ser salvo.
A mãe de Rhavena, Jeanny Jussara, está apelando à sociedade, à classe política, aos poderes públicos, a colaborarem com sua luta para salvar a filha.

Brasil tem 225 casos de tráfico de pessoas sendo investigados, aponta MPF


Entre ações na Justiça, inquéritos policiais e investigações do Ministério Público Federal (MPF), há no Brasil 225 casos de tráfico de pessoas na mira das autoridades. Além disso, já houve 15 condenações judiciais.
Em geral, segundo relatório produzido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2016, as principais vítimas desse tipo de crime são levadas para atividades como a exploração sexual e o trabalho forçado.

Governo aprova CNH digital que poderá ser levada em celular


O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou nesta terça-feira a criação de uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) digital. O documento poderá ser salvo em smartphones e terá a mesma validade que a versão impressa. O novo formato deve entrar em vigor em fevereiro de 2018, e a versão em papel da carteira de habilitação continuará sendo produzida.
IMG_8249

Polícia retira cartazes em que facção dá ordens a moradores de Mãe Luíza (Natal)


Polícia Civil vai investigar a autoria dos cartazes supostamente assinados por uma facção criminosa espalhados no bairro de Mãe Luíza, na Zona Leste de Natal, bem como nas cidades de Caicó e Santa Cruz, no interior. A informação foi confirmada pelo delegado-geral, Correia Júnior, que falou com a reportagem do G1. Na manhã desta segunda-feira (24), a Polícia Militar subiu o morro e arrancou os cartazes. Os policiais gravaram um vídeo durante a ação, em que dizem que quem manda no bairro é a PM.
O bairro de Mãe Luíza foi o primeiro em que o Governo do Estado implementou o Ronda Cidadã, um programa que visa a aproximar a polícia da comunidade e garantir a segurança local. A escolha se deu porque a localidade é vista como violenta e tem altos índices de registro de tráfico de drogas.
“Será investigado para saber o que aconteceu. Muitas vezes as pessoas se aproveitam das situações, então a Polícia Civil vai apurar para saber a origem desses cartazes”, acrescenta o delegado Correia Júnior. Apesar de não reconhecer a veracidade e a autoria dos comunicados, a cúpula da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) se reuniu na tarde desta segunda-feira (24) para planejar ações policiais em todo o estado do Rio Grande do Norte.
Desde a semana passada começaram a circular nas redes sociais fotografias de cartazes fixados no bairro de Mãe Luíza, em Natal, e também nas cidades de Caicó e Santa Cruz. Os comunicados pregados em postes afrontavam o aparato de segurança do Estado, quando informavam que uma facção que atua no RN teria tomado o controle de cada localidade.
Dentre as "ordens" do denominado Sindicato do Crime presentes nos cartazes, estão a de não chamar a polícia ao ver pessoas armadas na rua, não usar drogas na frente de crianças e "não cobiçar a mulher do próximo".
Os informes diziam ainda que os criminosos garantiriam segurança às comunidades, desde que a polícia não fosse acionada pelos moradores. Eles pedem também contribuições financeiras mensais para realização de festas no bairro.
O tenente-coronel Zacarias Mendonça, comandante do Policiamento Metropolitano de Natal, confirmou que no decorrer da semana haverá operações diárias em Mãe Luíza, como blitz e abordagens a pedestres. As ações devem ser semelhantes às que aconteceram nesta segunda (24). Segundo o coronel Mendonça, a Sesed também está definindo um planejamento para incursões no interior do RN.

Facções

No início deste ano, o governo do Rio Grande do Norte reconheceu a atuação de facções criminosas dentro e fora das unidades prisionais do estado, em um ofício encaminhado à Procuradoria Geral da República. No documento - enviado como respostas a questionamentos do procurador-geral, Rodrigo Janot, - o Governo apresenta o histórico de formação das duas facções que disputam poder e que promovem rebeliões e mortes no Sistema Penitenciário.
De acordo com o ofício enviado à PGR, o governo explica que o Primeiro Comando da Capital (PCC), facção de origem paulista, instalou-se na penitenciária de Alcaçuz a partir de 2009, após alguns presos daquela unidade terem sido transferidos para Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná. Lá, esses apenados locais tiveram contato com apenados do Mato Grosso do Sul que eram integrantes da referida facção.
A outra facção com atuação no estado é Sindicato do Crime do RN (SCRN). Ela surgiu a partir de 2012, quando alguns apenados resolveram deixar o PCC por causa de disputas internas pelo controle do tráfico de drogas dos presos. A facção se estabeleceu de forma definitiva a partir de 2015, quando promoveram uma série de motins em quase todas as unidades prisionais do Estado, bem como assassinatos de presos ligados ao PCC.

G1