quarta-feira, 12 de dezembro de 2018




Ex-servidor do MPRN é condenado a sete anos de prisão em regime semiaberto



Após quase 18 horas de julgamento, o ex-servidor do Ministério Público do RN, Guilherme Wanderley Lopes da Silva, foi condenado por três tentativas de homicídio qualificado contra promotores de Justiça, em março do ano passado.
A pena imposta é de sete anos, três meses e cinco dias no regime semiaberto. O advogado Jonas Antunes, que fez a defesa do ex-servidor, comentou que foi “feita parcialmente justiça” e reforçou que foi “reconhecida a semi incapacidade do Guilherme”.
Memória
Em março de 2017, o servidor público Guilherme Wanderley Lopes da Silva atentou contra três promotores de Justiça dentro da sede da Procuradoria-Geral de Justiça.
O então procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis; o procurador-geral adjunto Jovino Pereira Sobrinho; e o promotor Wendell Beethoven Ribeiro Agra foram as vítimas.Dos três, Guilherme atingiu Jovino e Wendell, que foram hospitalizados, se submeteram a procedimentos médicos e se recuperaram dos tiros que os atingiram.
AgoraRN

Mais um prefeito potiguar é cassado pela Justiça



A Juíza Eleitoral da Comarca de João Câmara cassou no final da tarde desta terça-feira (11), os mandatos do prefeito Manoel dos Santos Bernardo e da vice-prefeita Ana Katarina Bandeira da Costa.

Com o resultado do julgamento o Presidente da Câmara Daniel Gomes deverá assumir a Prefeitura Interinamente.

Da sentença, é cabível recurso que deve garantir mais alguns dias a Manoel no comando da Prefeitura.

As apostas é que Manoel deverá perder o cargo definitivamente em meados de fevereiro de 2019, quando novas eleições suplementares serão convocadas.

Mesmo com denúncias, centro de João de Deus mantém atendimentos

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
As denúncias de que teria abusado sexualmente de dezenas de mulheres que buscaram tratamento espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), “entristeceram” o médium João de Deus, mas não a ponto de fazê-lo desistir de atender as milhares de pessoas que, semanalmente, o procuram na pequena cidade a cerca de 110 quilômetros de Brasília.
Cinco dias após o programa Bial na TV, da TV Globo, exibir os primeiros depoimentos de mulheres que afirmam ter sido vítimas de crimes sexuais praticados pelo médium, os funcionários do centro espírita preparam o local para o atendimento previsto para esta quarta-feira (12). Segundo assessores, João de Deus atenderá normalmente pelos próximos três dias.
“Ele está triste, mas está bem. E, no momento certo, vai falar [sobre as denúncias]”, comentou Edna Gomes, assessora de imprensa da Casa Dom Inácio de Loyola. Segundo ela, o médium já chorou diante da repercussão das notícias, mas está convencido de que esclarecerá os fatos.
Para a assessora, os depoimentos das mulheres parecem conter inúmeras “inconsistências” que precisam ser apuradas. Ao mostrar as instalações do centro espírita a jornalistas, que chegam à cidade para acompanhar os desdobramentos dos fatos, Edna garantiu que João de Deus não atende ninguém individualmente, em ambiente separado. “O seu João sempre foi um homem muito respeitador. Conhecendo-o, você percebe que há coisas impossíveis [nos relatos]. Ele mesmo diz que nunca foi santo, mas, neste sentido, não há nada [que o desabone]”, disse Edna, lembrando que o médium já foi inocentado de denúncias anteriores semelhantes.
“A última vez que falei com ele foi ontem. Ele está chateado, claro, mas está bem. É muita coisa ao mesmo tempo”, afirmou Francisco Lobo, um dos secretários da casa. Dizendo ainda estar se inteirando dos fatos, Lobo classificou as denúncias como um “absurdo”. “Vamos ter que esperar peneirar para ver o que fica [das denúncias]”, acrescentou o secretário, que já foi vice-prefeito da pequena cidade de cerca de 12 mil habitantes e, hoje, atua com voluntário da estrutura montada ao redor do médium.

A pequena Abadiânia
Segundo Lobo, além das curas e aconselhamentos espirituais, a Casa Dom Inácio de Loyola se dedica também ao trabalho social. Mantém a chamada Casa da Sopa, onde, além de refeições aos mais pobres e necessitados, oferece atendimento odontológico e outros serviços à população carente, doando material escolar e alimentos. Além disso, a existência do centro espírita movimenta a economia local, com hotéis, bares, restaurantes e pousadas funcionando apenas para atender turistas estrangeiros e brasileiros de outras regiões do país.
“A renda per capita do município praticamente depende do João. Há 83 pousadas em funcionamento, algumas com até 200 quartos. Enquanto a cidade tem pouco mais de 12 mil moradores, a população flutuante mensal ultrapassa 20 mil pessoas. São entre 3 mil e 5 mil atendimentos semanais”, afirmou Lobo, explicando parte da razão do “carinho” que parte da população local sente por João de Deus.
De acordo com o secretário, a casa que funciona há 40 anos no mesmo local e tornou Abadiânia famosa internacionalmente funciona com 40 funcionários com vínculos empregatícios e 30 voluntários assíduos, mais aqueles que aparecem esporadicamente. “Eu sou mais um. O fluxo é muito grande e é preciso termos gente”. Gente que, segundo Lobo, professa todas as fés e vêm de todas as partes do mundo. “Eu mesmo continuo católico. Aqui não se professa religião. É um lugar ecumênico. Há budistas, evangélicos, enfim, de todas as religiões e nacionalidades”.
Movimentação na Casa de Dom Inácio, onde o médium João de Deus realiza atendimentos e cirurgias espirituais. – Marcelo Camargo/Agência Brasil
De fato, nas imediações do centro, é grande a presença de estrangeiros. Na manhã de hoje, o salão de café do hotel mais próximo da Casa Dom Inácio de Loyola estava tomado por franceses. Nas ruas, é possível ouvir pessoas conversando em inglês, alemão e espanhol. Lobo garante que, cerca de 25% dos frequentadores são estrangeiros, o que daria uma média de 5 mil pessoas vindas do exterior. Justamente as que costumam permanecer mais tempo na cidade e movimentar a economia local.
De acordo com a funcionária de uma pousada que pediu para não ser identificada, a maioria dos brasileiros costuma chegar na quarta-feira, cedo, e em grupo. Os atendimentos acontecem pela manhã e pela tarde. Enquanto a reportagem da Agência Brasil circulava pela cidade, um ônibus de Santa Maria (RS) chegou com cerca de 40 passageiros que vieram conhecer a casa de atendimento espiritual.
Para Edna e Lobo, os promotores da força-tarefa criada pelo Ministério Público de Goiás podem ter se precipitado ao anunciar que a mera denúncia, em caso de crimes sexuais, pode ser o suficiente e que não descartam a hipótese de pedir o fechamento do centro espírita. “Eu só acho que a Casa não tem nada que ver com isso. A Casa é uma igreja. Você vai fechar uma igreja? Agora, se você quer tirar o padre, o pastor, tudo bem, [que se apure os fatos], mas a igreja é a igreja.”

Agência Brasil

Ataque na catedral: Assassino sofria de depressão e era de família católico


TRAGÉDIA!

Um homem de família católica, retraído, e que sofria havia vários anos com depressão.

Assim o atirador que matou quatro pessoas e feriu outras duas a tiros antes de se suicidar em Campinas (93 km de SP), ontem, é descrito por amigos e familiares.

Na juventude, Euler Fernando Grandolpho, 49, criticava a atuação do pai na Igreja Católica.

Era tido pelos amigos como um "cara cabeça", nerd, como contou uma ex-namorada, que conviveu com ele dos anos 1980 ao início dos anos 2000.

Partage Shopping: feriado de Santa Luzia tem show de Marília Mendonça na véspera e horário de funcionamento especial

Marília Mendonça será uma das atrações especiais da festa (Foto: Divulgação)
A tradicional Festa da Padroeira, realizada no dia 12 de dezembro, acontecerá pela primeira vez na Arena Partage. O evento, que todos os anos movimenta Mossoró na véspera do feriado em homenagem à Santa Luzia, terá atrações especiais como a cantora Marília Mendonça, a dupla Zé Neto e Cristiano, a banda Cavaleiros do Forró e o cantor Raniery Gomes.
No dia 13, feriado de Santa Luzia, o Partage Shopping Mossoró terá horário de funcionamento especial. As lojas estarão fechadas, porém, a praça de alimentação e boliche funcionarão a partir das 11h. O cinema abrirá às 14h e a academia funcionará das 8h às 14h.

Confira a íntegra do discurso do presidente eleito Jair Bolsonaro na cerimônia de diplomação no TSE

Bolsonaro e a presidente do TSE, Rosa Weber, caminham entre Dragões da 
Independência perfilados na sede do TSE durante cerimônia de diplomação 
do presidente eleito (Foto: Rafael Carvalho/Governo de Transição)
Em sessão solene realizada na tarde desta segunda-feira, 10, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, fez a entrega dos diplomas aos candidatos eleitos à Presidência da República nas Eleições Gerais 2018, Jair Bolsonaro (PSL) e Hamilton Mourão (PRTB). Realizada no Plenário do TSE, a cerimônia de diplomação confirma que os escolhidos pelos eleitores cumpriram todas as formalidades previstas na legislação eleitoral e estão aptos a tomar posse nos mandatos para os quais foram eleitos.
Leia abaixo a íntegra do discurso do presidente eleito Jair Bolsonaro na cerimônia de diplomação no TSE.
Senhora ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, por intermédio de quem cumprimento os ministros do Tribunal Superior Eleitoral,
Senador Fernando Collor de Mello, ex-presidente da República,
General Mourão, vice-presidente da República eleito, e senhora Paula Mourão,
Senador Eunício Oliveira, presidente do Senado Federal,
Deputado Rodrigo Maia, meu companheiro, presidente da Câmara dos Deputados,
Senhor ministro Luiz Fux, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, por intermédio de quem cumprimento os ministros do Supremo Tribunal Federal aqui presentes,
Senhoras e senhores ministros de Estado, comandantes de Força, almirante Leal Ferreira, comandante da Marinha; general Villas Bôas, comandante do Exército; tenente Nivaldo Rossato, comandante da Aeronáutica,
Senhora Raquel Dodge, procuradora-geral da República e procuradora-geral eleitoral,
Senhoras e senhores parlamentares, senhoras e senhores presidentes de tribunais superiores,
Senhor Cláudio Lamachia, presidente do Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil,
Também agradeço à minha esposa, Michelle, meus filhos e minha filha que representam toda a família,
Senhoras e senhores, em primeiro lugar, quero agradecer a Deus por estar vivo e também agradecer a Deus por essa missão à frente do Executivo. Tenho certeza que ao lado dele venceremos os obstáculos.
Parabenizo aqui a família da Justiça Eleitoral pelo extraordinário trabalho realizado nas eleições de outubro do corrente ano.
A cada um de vocês, integrantes do TSE, dos tribunais regionais eleitorais, das Forças Armadas e do serviço exterior brasileiro, mesários, voluntários e tantos outros cidadãos que participaram das eleições, expresso meu muito obrigado e o meu reconhecimento por esta demonstração de civismo e amor ao Brasil.
Hoje, eu e meu contemporâneo, general Hamilton Mourão, recebemos os diplomas que nos habilitam à investidura nos cargos de presidente e vice-presidente da República.
Trata-se do reconhecimento de que o povo escolheu seus representantes em eleições livres e justas, como determina a nossa Constituição.
Não poderia estar mais honrado com a confiança demonstrada pelo povo brasileiro. Essa vitória não é só minha. O caminho que me trouxe aqui foi longo e nem sempre foi fácil.
Durante minha vida pública como militar, vereador e deputado federal, sempre me pautei pelos valores da família, pelos interesses do Brasil e pela soberania nacional. Orientei a plataforma da minha campanha à Presidência pela defesa desses valores.
A todos aqueles que me apoiaram e que confiaram em minha capacidade de lutar em favor do Brasil, o meu muito obrigado. Agradeço com carinho à minha família, à minha mãe Olinda, ainda viva, com 91 anos, minha esposa, Michelle, meus filhos Flávio, Carlos, Eduardo e Renan, e à minha querida filha, Laura.
Nada disso teria sido possível sem o apoio e o amor incondicional de vocês.
Agradeço também a todos que acreditaram e estiveram comigo desde o início da minha trajetória, nos momentos felizes, mas, sobretudo, nos momentos difíceis. Essa vitória é de todos nós.
Agradeço mais especialmente aos mais de 57 milhões de brasileiros que me honraram com o seu voto. Aos que não me apoiaram, peço a sua confiança para construirmos juntos um futuro melhor para o nosso país.
A partir de 1º de janeiro, serei o presidente de 210 milhões de brasileiros. Governarei em benefício de todos, sem distinção de origem social, raça, sexo, cor, idade ou religião.
Com humildade, coragem e perseverança, e temos fé em Deus para iluminar minhas decisões, me dedicarei dia e noite pelo objetivo que nos une: a construção de um Brasil próspero, justo, seguro e que ocupe o lugar que lhe cabe entre as grandes nações do mundo. Esse é o nosso norte, esse é o nosso compromisso.
Senhoras e senhores, somos uma das maiores democracias do mundo. Cento e vinte milhões de brasileiros compareceram às urnas de forma pacífica e ordeira. Respondemos ao dever cívico do voto e com serenidade e responsabilidade.
Nós brasileiros devemos nos orgulhar dessa conquista. Em um momento de profundas incertezas em várias partes do globo, somos um exemplo de que a transformação por parte do voto popular é possível.
Esse processo é irreversível. Nosso compromisso com a soberania do voto popular é inquebrantável.
Senhoras e senhores, os desejos de mudanças foram expressos de forma clara nas eleições. A população quer paz e prosperidade, sem abdicar dos valores que caracterizam o povo brasileiro.
Nossa gente é trabalhadora, constituída por homens e mulheres, por mães e pais que criam seus filhos com suor e dedicação. Temos todos a esperança de uma vida digna. Gente que não mede esforços pelo sustento de seus familiares. Gente que precisa de um governo que garanta condições adequadas para desenvolver seu potencial com liberdade e criatividade.
A construção de uma nação mais justa e desenvolvida requer uma ruptura com práticas que, historicamente, retardaram o nosso progresso.
Não mais a corrupção. Não mais a violência. Não mais as mentiras. Não mais a manipulação ideológica. Não mais submissão do nosso destino a interesses alheios. Não mais mediocridade, complacente em detrimento ao nosso desenvolvimento.
Todos nós conhecemos a pauta histórica de reivindicações da população brasileira: segurança pública e combate ao crime, igualdade de oportunidade com respeito ao mérito e ao esforço individual.
Todos sabemos disso, mas ainda não conseguimos oferecer à população o que lhe cabe, com dever de Estado. Sempre no marco da Constituição Federal, nosso dever é transformar esses anseios em realidade. Nossa obrigação é oferecer um Estado eficiente que faça valer a pena os impostos pagos pelos contribuintes.
Nossa obrigação é garantir que os brasileiros regressem aos seus lares em segurança após um dia de trabalho. Nosso dever é oferecer condições para que o empreendedor crie empregos e gere renda ao trabalhador.
Tenho plena consciência dos desafios que se colocam diante de nós. Sem subestimá-los, trabalharei com afinco para que daqui a quatro anos possamos olhar para trás com orgulho pelo caminho trilhado em benefício do nosso amado Brasil.
Senhoras e senhores, vivenciamos um novo tempo. As eleições de outubro revelaram uma realidade distinta das práticas do passado.
O poder popular não precisa mais de intermediação. As novas tecnologias permitiram uma relação direta entre eleitor e seus representantes. Nesse novo ambiente, a crença na liberdade é a melhor garantia de respeito aos altos ideais que balizam nossa Constituição.
Diferenças são inerentes a uma sociedade múltipla e complexa como a nossa, mas jamais devemos nos afastar do ideiais que nos unem: o amor à pátria e o compromisso com a construção de um presente de paz e de futuro mais próspero.
Senhora ministra Rosa Weber, senhores ministros do TSE, senhoras e senhores, que esse trabalho coletivo que garantiu a legitimidade do processo eleitoral seja um exemplo da união em prol do Brasil.
Com o apoio e o engajamento de todos, vamos resgatar o orgulho de ser brasileiro. Vamos resgatar o orgulho pelas cores da nossa bandeira e pela força do nosso hino. Porque temos certeza de que esse país tem como destino a prosperidade e a paz.
O Brasil deve estar acima de tudo. Que Deus abençoe o nosso país e a todos nós brasileiros.
Meu muito obrigado a todos.